LisbonWeek: cada bairro, uma cidade

A premissa arrojada do título espelha bem a intenção de uma das iniciativas mais necessárias dos nossos tempos, o LisbonWeek. Necessárias porquê, perguntam? Porque é nas raizes que encontramos o futuro e o que sobra de tudo isto depois de já cá não estarmos. Nesta edição, a descoberta faz-se nas ruas do Lumiar, o bairro mais populoso da cidade.

ALMANAQUE - LisbonWeek

No LisbonWeek, contam-se histórias, visitam-se museus, vê-se cinema e aprecia-se o que de bom tem um bairro específico para oferecer. O Lumiar não é excepção e prepara-se para receber uma cidade inteira nos seus vários cantos e recantos durante cerca de dez dias, de 25 de Março a 2 de Abril. Xana Nunes é a mente engenhosa que está na origem do LisbonWeek e foi com as suas palavras que percebemos o propósito de uma programação como esta.

«O LisbonWeek é um evento cultural que dinamiza bairros em Lisboa. Um projecto do conhecimento. Um projeto que, para além dos dez dias em que actua de forma mais evidente, conta a história dos bairros, fala dos grandes nomes a eles ligados».

É um evento que deixa obra feita, seja através de artistas que aí deixam novas obras, como acontece nesta edição, seja porque provocamos e damos voz a instituições, empresas, organizações, museus, galerias, jardins e parques, que muitas vezes não têm tempo para estas dinâmicas da comunicação».

ALMANAQUE - LisbonWeek

A questão que se impõe prende-se com a curiosidade que se faz sentir em momentos como este: porquê o Lumiar? Apesar de a pergunta ser a mesma para os outros bairros e respectiva programação que o LisbonWeek tem trabalhado e apresentado ao público, quisemos mesmo saber a resposta: «o Lumiar é uma freguesia multidisciplinar e multicultural, onde podemos encontrar vários bairros dentro de um só. Aproveitando o facto de a mesma celebrar 750 anos de existência, estando mais activa por essa razão, o LisbonWeek propõe fechar um ano de celebrações com uma programação cultural rica e diversificada. Durante dez dias, da arte urbana às visitas culturais, às quintas e palácios, passando pela activação de espaços com serões de música, cinema e conversas sobre o urbanismo, o LisbonWeek apresenta várias propostas e experiências para viver e redescobrir a Freguesia do Lumiar».

O LisbonWeek é um evento cultural que dinamiza bairros em Lisboa. Um projecto do conhecimento. Um projeto que, para além dos dez dias em que actua de forma mais evidente, conta a história dos bairros, fala dos grandes nomes a eles ligados (…)

ALMANAQUE - LisbonWeek

Depois disto, pouco resta senão aderir à iniciativa e aceitar o convite de exploração da cidade para descobrir «não só o património material – através de visitas guiadas a espaços únicos – como também o património imaterial, através de abordagens multidisciplinares e criativas». A programação que acompanha a tendência não fica atrás: para além das visitas culturais, desenhadas pelo Professor José Sarmento de Matos desde a primeira edição, em colaboração com a historiadora Inês Pais, haverá ciclos de cinema, serões musicais, passeios meditativos, exposições dedicadas ao traje e à fotografia, um circuito de arte urbana e até pianos nas estações de metro.

ALMANAQUE - LisbonWeek

A programação pode ser consultada aqui e os bilhetes comprados aqui. Se quiserem tentar a vossa sorte com o Passaporte LisbonWeek, comprem aqui o vosso no valor de 25 € que dá direito a três visitas guiadas — ‘Palácios do Lumiar’, ‘Igrejas e Conventos’ e ‘Quintas do Lumiar’ — e uma quarta experiência à escolha, seja o circuito de arte urbana, o passeio meditativo ou um passe para o ciclo de cinema com sete sessões. Vemo-nos por lá.

Imagens (c) cortesia da LisbonWeek

Leave a comment