A Sociedade: uma casa para todos os corações

Os acasos são um dos mais belos acessórios do universo que nos incitam, sem sabermos, a cruzar o nosso caminho com pessoas que, de uma forma ou de outra, influenciam as nossas vidas. Assim foi com A Sociedade, graças a uma mera fotografia, e o que veio depois não desapontou e já deixa saudade.

ALMANAQUE - A sociedade

Numa rua discreta do Príncipe Real, em Lisboa, daquelas que nem damos conta até percebermos que os segredos se acumulam nos becos, vive uma sociedade, a tal de que vos falo, uma comissura espaçosa brindada por uma luz natural sem igual. Cada detalhe é um tesouro, cada recanto uma promessa de gáudio.

ALMANAQUE - A sociedade

Há pouco mais de um par de dias, A Sociedade convidou um grupo de amigos, como os próprios referiram, para celebrar a inauguração oficial do open studio. Entre sorrisos e conversas, ficámos a saber pela boca da mentora do projecto, Cláudia Villax, também food photographer e apaixonada pela cozinha saudável e biológica, que este é um local de encontros, de vivências entre criativos e curiosos, para entusiastas da gastronomia e amigos da casa. A equipa que a acompanha – Fábio, Luiza, Diogo e Sara – não discordam e tornam tudo melhor aqui.

Cada detalhe é um tesouro, cada recanto uma promessa de gáudio.

ALMANAQUE - A sociedade

Que melhor divisão para criar relações e trocar impressões do que a cozinha? Bem equipada e estruturada, a cozinha d’A Sociedade é um cantinho de magia para quem dela se apodere. Nesse dia especial, foi Maria João Fernandes, holistic chef, que nos deixou sem palavras com um menu delicioso, muito terra a terra, simples mas não simplista, com um olhar atento sobre os produtos frescos e da terra. A sua simpatia também não passou despercebida.

ALMANAQUE - A sociedade

Aqui sentimo-nos bem, como se a alma de um espaço fosse o atalho para os nossos corações sensíveis, susceptíveis ao belo e ao quase-delito de uma perfeição que só vemos nas páginas das revistas que folheamos e amamos. Para completar o cenário, Albane e Luis chegam-nos com os seus arranjos florais criados ao ritmo das estações, cujo ideal de cuidar da natureza com respeito transparece no que fazem. Com a Kↄkliko – transcrição fonética de coquelicot, que significa papoila em francês – este duo maravilha adora viver rodeado de flores e, por isso mesmo, transformaram o jardim num «laboratório e refúgio vegetal».

ALMANAQUE - A sociedade

A Sociedade nasceu para ver os outros felizes e em partilha constante, daí um dos propósitos desta oficina criativa ser disponibilizar os 150 m² para workshops, masterclasses, conversas, aulas privadas de culinária, lançamentos de produtos, sessões fotográficas e até lojas pop-up.

ALMANAQUE - A sociedade

ALMANAQUE - A sociedade

Para além disso, é aqui a base de três empresas ligados à área da comida: Food, People and Design, estúdio de design, fotografia, marketing e comunicação alimentar; Azeitona Verde, uma quinta biológica produtora de azeite numa das regiões mais belas do país, o Marvão; e o Bananal Food Lab, especialista em cozinha criativa.

ALMANAQUE - A sociedade

O convite está feito: falem com eles, procurem-nos, visitem-nos e conheçam A Sociedade e todos os que dela fazem parte.

Fotos ⓒ Soraia Martins

Comments

Leave a comment